O que é e como funciona o aluguel de ações (BTC)

O que é e como funciona o aluguel de ações (BTC)

Apesar de ainda não ser uma prática amplamente conhecida, o aluguel de ações é uma forma de aumentar a rentabilidade da carteira, principalmente quando falamos de investimentos de longo prazo.

Alugar ações funciona de forma análoga ao aluguel de imóveis, no qual o proprietário dos ativos os emprestas a uma determinada taxa com um vencimento previamente negociado. Em contrapartida, temos o “locatário”, o qual recebe os papéis e remunera o proprietário por isso.

É comum, na prática, nos referirmos ao aluguel de ações como BTC (Banco de Títulos CBLC), isso porque esse é o mecanismo por meio do qual a B3 faz a negociação do aluguel dos papéis. É válido mencionar que os ativos que podem ser emprestados atualmente são ações, units, BDRs e ETFs. Tal operação tem três agentes principais:

  • Doador: proprietário dos papéis;
  • Tomador: pessoa que faz o empréstimo;
  • B3: órgão responsável por administrar e garantir as operações.  

 BTC na prática

Qualquer investidor, seja pessoa física ou jurídica, pode utilizar o serviço de aluguel de ativos. Para os investidores que desejam realizar essa transação é necessário informar a corretora do desejo e condições que deseja praticar ou, ainda, realizar pelo próprio home broker. Além disso, o acordo tem custos, remuneração e prazos específicos:

  •  A taxa BTC é o valor que o tomador pagará ao doador dos papéis. Tal taxa é usualmente definida pelo doador previamente, se algum interessado achar a taxa atrativa, o negócio é fechado;
  • Além da taxa BTC, o tomador deverá pagar a taxa de registro da B3 (0,25% ao ano sobre o valor total negociado), taxa de corretagem (caso incorra), e as taxas de emolumentos das ações (no ato das operações de compra e venda);
  • O tomador também deve apresentar ativos como garantia (para segurança da operação);
  • Há ainda um serviço opcional oferecido pelas corretoras denominado custódia remunerada, no qual a corretora faz a intermediação do aluguel. É vantajoso ao doador que busca facilidade e não quer ter que fazer a busca por tomadores.
  • Quanto ao prazo, o contrato pode ser reversível ao doador (o doador pode encerrá-lo a qualquer momento), reversível ao tomador (o tomador pode encerrá-lo a qualquer momento), reversível ao tomador e doador (tanto o tomador quanto o doador podem encerrar o contrato a qualquer momento) ou com vencimento fixo (os dois agentes devem respeitar o período de vigência estipulado no contrato).

Para exemplificar essa operação, observe os detalhes do histórico de BTC da Petrobras (PETR4):

Fonte: Comdinheiro

Vantagens e riscos do BTC

Esse mecanismo da Bolsa pode ser uma operação vantajosa para ambos os lados, entretanto, é necessário avaliar os custos incorridos aqui discutidos, que podem variar de acordo com cada ação. Veja abaixo as principais vantagens e possível risco para cada um dos envolvidos: 

Doador

  • Não há custos: não existem taxas para o investidor emprestar suas ações, salvo o imposto de renda que incorre no valor recebido pelo aluguel, que segue a tabela regressiva;
  • Segurança: a B3 garante o cumprimento do contrato, não há riscos de inadimplência;
  • Proventos: ao emprestar suas ações, o doador ainda tem direito  aos dividendos, bonificações e juros sobre capital próprio das ações alugadas;
  • Renda extra: a taxa de aluguel garante uma otimização dos ganhos com os ativos enquanto aguarda a valorização dos mesmos;

Tomador

  • Possibilidades de estratégias: o tomador consegue lucrar negociando o ativo alugado em estratégias como a venda a descoberto e operação long and short;
  • Risco: caso a estratégia e as condições do mercado sejam mal analisadas, os custos incorridos podem não compensar a operação.

Conclusão

É possível notar no gráfico abaixo a evolução do valor de contratos de aluguel de ações. É notório uma queda acentuada em março, início da pandemia do coronavírus, que pode ser explicada pela diminuição das posições do investidores com a piora da Bolsa e queda do valor dos papéis. Contudo, o montante voltou a crescer e mostra uma retomada de negócios fechados pelos investidores neste tipo de operação.

Fonte: Comdinheiro

O mecanismo do BTC visa o ganho mútuo entre as partes do contrato, entretanto, é indispensável entender o funcionamento do processo e analisar o mercado e as taxas ofertadas. Dito isto, análise é, mais uma vez, a palavra que acompanha o lucro nos investimentos.


Analise, compare e invista

A Comdinheiro oferece Soluções completas para uma análise confiável do mercado de ações, fundos, renda fixa e consolidação de ativos.