Como analisar fundos Offshore

Como analisar fundos Offshore

Por: Luiz Oliveira

Investimentos em Offshore vêm tornando-se comum no Brasil, além de ser uma forma de diversificação de carteira, surgem como alternativa a taxações e variações cambiais no país.

Existe uma variedade enorme de ativos para investimento Offshore, os principais ativos podem ser classificados em ETFs, quando imitam um índice internacional, Ações, BDRs e Fundos de Investimento, que faremos aqui o desdobramento.

Entendendo um Fundo Offshore

Os Fundos Offshore se comportam de maneira análoga aos fundos nacionais, tanto quanto a sua estrutura quanto ao seu modus operandi, respectivo a cada tipo de fundo.

O nome desses ativos ajuda na diferenciação e classificação deles. Ao escolher um fundo, pode-se facilmente identificar a moeda, o tipo de fundo, e a empresa associada.

Além disso, qualquer um pode investir em fundos ou outros ativos offshore, no entanto é mais comum o investimento por instituições, pessoas ou famílias com caixas elevados, uma vez que as variações e taxas envolvidas podem ser altas.

Analisando fundos Offshore

Saindo da visão de Investidor Individual, qual a melhor maneira de analisar ativos e fundos em Offshore?

Nesse texto, iremos classificar três pontos de relevância para uma empresa analisar esses fundos:

1.     Expertise:

Não faz sentido para uma organização trabalhar com aquilo que não faz parte do core business. Assim, é crucial que existam profissionais qualificados que entendam completamente o assunto e o mercado dentro da empresa.

Para isso, existem certificações que podem garantir essas expertises além de segurança para seus clientes.

2.     Tecnologia

Hoje, não há como falar sobre investimento sem considerarmos as principais ferramentas e tecnologias do mercado. Nela, é importante que você seja capaz de analisar e consolidar seus ativos, estudar riscos, extrair lâminas e gráficos multi moeda.

Além disso, é importante que essa tecnologia consiga manipular tanto os ativos offshore como os onshore, uma vez que facilita suas comparações e justifica algumas decisões de investimento dos seus clientes.

Comparador de fundos que compara um fundo americano com um índice FTSE Russell.

3.     Confiabilidade

É verdade que com expertise e tecnologia a confiabilidade não está distante da sua solução, porém, o mercado financeiro sobrevive com dados e quem possuir os melhores dados se destaca.

Para isso, se conecte a fornecedores de dados renomados e confiáveis, que possuem inclusive os argumentos que trouxemos aqui, expertise e tecnologia.

Qual a importância do Índice Offshore?

Abrindo esses parênteses em como analisar fundos offshore, podemos falar exclusivamente sobre índices de benchmark.

Os índices de referência, ou benchmark, é o que usamos para avaliar o desempenho de algum ativo, comparando sua rentabilidade sobre uma referência.

A parte complicada é saber qual tipo de índice é mais relevante para meu ativo, principalmente em Offshore, que possuem indicadores diferentes dos nacionais.

Para facilitar suas operações, separamos uma lista bem sofisticada com os principais benchmarks da FTSE Russell, provedora global de índices.

Conclusão

Há diferentes formas para investir em fundos e outros ativos Offshore, caso seja investidor individual, procure especialistas para auxiliá-los. Caso seja investidor profissional, garanta que tenha funcionário qualificados, tecnologia eficiente e dados confiáveis e diversificados.

Analise, Compare e Consolide

O Comdinheiro oferece Soluções completas para uma análise confiável do mercado de ações, fundos, renda fixa e consolidação de ativos.

Disclaimer: O Comdinheiro é uma solução completa de análise e consolidação de ativos onshore e offshore. Possui uma base de dados completa, além de possibilitar estudos de inteligência de mercado e atender diferentes segmentos.