Classes de Risco

A ideia principal desse texto é oferecer de maneira sucinta, uma breve ideia de onde deve estar a atenção do investidor quando o assunto é “risco”, uma vez que esse elemento está  intrinsecamente relacionado ao mundo de investimentos. 

O primeiro passo nessa direção é compreender que existem diversas formas de risco – usualmente cinco – e como elas se relacionam e nos ameaçam.

Leia mais

KLABIN X SUZANO: Gestão de Riscos Financeiros e Hedge Cambial

Klabin e Suzano têm bastante em comum. Ambas são exportadoras. Klabin possui 41% de sua receita de vendas no mercado externo e 79% de suas dívidas dolarizadas. Suzano tem quase 90% de suas receitas dolarizadas e 100% de suas dívidas em moeda estrangeira, especialmente as de longo prazo.

As duas companhias possuem Bonds, que são títulos emitidos junto a investidores no exterior. Ambas usam Pré Pagamento de Exportação (PPE), que é um empréstimo dolarizado atrelado às exportações, em que o principal é liquidado em dólares no exterior, fazendo um “hedge natural” – exceto dos juros, que devem ser pagos em reais no Brasil.

Leia mais

Quanto vale R$ 1 em caixa?

A crise do novo coronavírus trouxe uma preocupação geral, principalmente em seu início: a capacidade de sobrevivência das empresas em razão da redução de receita, e posteriormente, quanto a capacidade em captar financiamento externo.

Esse movimento pode ser visto com a quantidade de artigos de casas de investimento e do jornalismo especializado, ocupados em definir quem tinha “caixa suficiente”, “muito caixa”, “muita liquidez”, para superar a vertiginosa queda de demanda.

Leia mais

Governança Corporativa

Você seria sócio de alguém que você não confia ou colocaria seu negócio na mão de alguém sem conhecimento da área?

Essas perguntas parecem ter respostas óbvias quando colocadas assim, mas são deixadas de lado por muitos investidores que compram ações na Bolsa de Valores.

O tema de governança corporativa é recorrente na academia e entre investidores institucionais, mas é costumeiramente subjugado pelo investidor médio, muitas vezes pela simples falta de percepção dos impactos da governança corporativa no desempenho das empresas.

Leia mais

TIR vs Cotização

A cotização é um método de cálculo que permite medir o retorno de uma carteira de investimentos entre duas datas quaisquer e é o principal método usado para medir retorno de fundos de investimentos e de carteiras administradas.

Toda vez que você ouvir que o fundo tal rendeu x% entre duas datas o método usado foi o de cotização, porém, o método de cotização possui algumas falhas. 

Leia mais