Pergunte aos dados!

Autor: Joane Weinert

Em um mundo onde temos todas as informações possíveis na palma da mão, saber identificar e fazer as perguntas certas aos dados disponíveis ao nosso redor é de extrema importância.

Existe toda uma geração que cresceu na era da informação. Com um volume imenso dos mais variados dados gerados por minuto, que chegam até as pessoas numa velocidade incrível, num simples toque na tela. A expansão do processo de conhecimento individual através da internet, quebrou as barreiras que existiam tornando a informação acessível a todos (mesmo às vezes esta informação sendo ruim). 

Mas qual a diferença entre dados e informação? 

Leia mais

PGBL ou VGBL? Entenda qual opção é a mais indicada ao seu perfil

Autor: Luciana Scapim

Com a Reforma da Previdência, a nova geração de trabalhadores enxerga a aposentadoria pela previdência pública como uma realidade distante e a Previdência Privada é uma das opções de investimento a longo prazo que podem garantir uma maior segurança com a chegada da melhor idade.

Como funciona?

A previdência privada é um complemento ao sistema do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Nos planos de previdência privada, você pode escolher o valor e a frequência das contribuições, e ao escolher um plano, você pode escolher entre duas formas de tributação.

Leia mais

Open Banking no Brasil

2021 é o ano do Open Banking, tecnologia que promete mudar o funcionamento do mercado financeiro, e a disputa da vez é pelos dados do usuário.

Após o advento do Pix e LGPD, o mercado aguarda a implementação do Open Banking, modelo que visa o compartilhamento de dados de clientes entre instituições financeiras. A ideia é simples: as informações são suas e não do seu banco, logo você tem a liberdade de optar por compartilhá-las ou não.

Leia mais

Como avaliar debêntures?

As debêntures podem ser uma alternativa mais atrativa quando falamos em renda fixa, mas envolvem riscos que devem ser avaliados, assim como as diferenças que existem dentro dessa classe de ativos, que necessita de avaliação antes do aporte.

Em suma, debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas que visam financiamento de projetos. O investidor recebe a remuneração por meio de uma taxa fixa determinada pela companhia na emissão dos ativos. Em outras palavras, quando um investidor compra uma debênture, está emprestando dinheiro para uma empresa, que por sua vez, tem a vantagem de ter uma alternativa aos empréstimos bancários e a liberdade para determinar como vai pagar seus credores.

Leia mais

O que é e como funciona o aluguel de ações (BTC)

Apesar de ainda não ser uma prática amplamente conhecida, o aluguel de ações é uma forma de aumentar a rentabilidade da carteira, principalmente quando falamos de investimentos de longo prazo.

Alugar ações funciona de forma análoga ao aluguel de imóveis, no qual o proprietário dos ativos os emprestas a uma determinada taxa com um vencimento previamente negociado. Em contrapartida, temos o “locatário”, o qual recebe os papéis e remunera o proprietário por isso.

Leia mais